Compartilhe

Últimas Publicações

Cadworks nas redes sociais:
Fiz a minha simulação. E agora, como analisar resultados?

Fiz a minha simulação. E agora, como analisar resultados?

24/08/2017 0 comentários

Uma das maiores dificuldades de quem está entrando no mundo das simulações virtuais é a interpretação correta dos resultados. Constantemente diversos clientes e alunos me perguntam: Renan, existe alguma fórmula mágica de como interpretar esse monte de gráfico que o SOLIDWORKS Simulation nos dá?

A resposta obviamente é não. Provavelmente se houvesse essa tal fórmula mágica, não existiria uma possibilidade imensa de plotagens de tensão, deformação, deslocamento, entre outras.

Acontece que para cada tipo de análise, você deve combinar alguns resultados para tirar uma conclusão final. Por exemplo, em análises estruturais estamos geralmente interessados em visualizar plotagens de deformações do corpo e distribuição da tensão, já para simulações térmicas, plotagens de temperatura e vetores do fluxo de calor e para estudos de frequência, são interessantes as plotagens de frequência fundamental e modos do corpo.

Vamos aprofundar um pouco na análise estática.

Primeiramente devemos checar os resultados de deslocamento e nos perguntar: a ordem da grandeza do deslocamento está como você esperava? Deslocamentos exageradamente altos para o tamanho da peça podem ser causados por um conjunto de definições erradas de fixação ou definições impróprias de carregamentos. Agora, se as definições estiverem corretas e o deslocamento fizer sentido, considere uma análise não-linear.

E quanto à forma em que o corpo foi deformado? Está de acordo com as associações de carga e acessórios de fixação? Verifique a animação do deslocamento da peça em seu estado não deformado para o deformado, isso ajuda e muito!

Agora vamos aos resultados de tensão. A magnitude da tensão está dentro da faixa de valores esperados? E se você examinar as regiões de alta concentração? Elas ocorrem em cantos agudos? Se sim provavelmente você tem um problema de singularidade de tensão e terá que fazer “fillets” nessas regiões, dependendo do caso. Verifique também se a transição dos valores de tensão acontece de forma “suave” através da geometria (os valores de tensão ficam mais altos aos poucos e vice-versa).

Se encontrar algum problema com essas verificações, considere no caso mais simples um refinamento na malha ou em casos mais complexos, alteração da geometria.

Não esqueça de comparar os valores de tensão com as propriedades do material utilizado. A quantidade de tensão está relacionada ao critério de falha que melhor descreve o material. O critério mais popular é o de tensão de VonMises.

Todos esses pontos são ensinados no curso SOLIDWORKS Simulation aqui na CADWorks, caso queira saber mais, acesse o nosso site e entre em contato com a gente.

Até mais!

Renan Chavasco – Técnico de Aplicações SOLIDWORKS

Comentários

0 Comentários

Veja Mais

Menu Fale com a CADWorks Buscar CADWorks nas Redes Sociais